A SP Otorrino Center dispõe de equipamentos de emissões otoacústicas (EOA) e potenciais evocados de tronco encefálico (PEATE) para a prestação de serviço em Programas de Triagem Auditiva Neonatal (TANU)

Autor: Dr. André Ricardo Mateus

Quando se suspeita da perda auditiva em bebês é necessário realizar medidas fisiológicas que atestem a integridade do sistema auditivo, principalmente da orelha interna e das vias neurais da audição ao longo do tronco encefálico até o córtex cerebral.

Estas medidas incluem as emissões otoacústicas (EOA) e o potencial evocado de tronco encefálico (PEATE automático).

Tanto a tecnologia de EOA quanto a de PEATE automático, fornecem registros objetivos (o próprio equipamento emite o registro) e não invasivos (não causa qualquer agressão ao paciente).

Ambas são realizadas facilmente em neonatos e bebês, e têm sido usadas com sucesso pelos profissionais do corpo clinico da SP Otorrino Center no programa de TANU realizado no Hospital Santa Catarina.